quinta-feira, 9 de outubro de 2014

PROJETO POESIA

Objetivos

· Brincar com a sonoridade das palavras.
· Ampliar o repertório literário.
· Construir maior conhecimento sobre o gênero literário em questão.
· Recitar poesias explorando os recursos existentes na oralidade e valorizando os sentimentos que o texto vai transmitir.
· Valorizar entonação de voz, fluência, ritmo e dicção com maneiras de articular e aperfeiçoar a oralidade.
· Aprender a se expressar em grupo.

Conteúdos

· Escuta e produção oral
· Leitura

Tempo estimado: Quatro meses

Material necessário:  Livros variados de poesia de autores como Cecília Meireles, Cora Coralina, Elias José, Vinícius de Moraes, José Paulo Paes, Eva Furnari, Tatiana Belinky, Carlos Drummond de Andrade, Fernando Pessoa, Sérgio Caparelli e Mário Quintana, entre outros.

Flexibilização para deficiência física (cadeirante com pouca mobilidade
de membros superiores)
Apoio para livros ou prancha de apoio para cadeira de rodas. Eles podem ser solicitados aos serviços de saúde, organizações e entidades ou serem confeccionados por você. Lembre-se de solicitar à família do aluno orientações gerais para uso de recursos funcionais.

Desenvolvimento
· 1ª etapa
Acomode os estudantes em roda e leia algumas poesias para eles. Expresse os sentimentos que aparecem no texto durante sua leitura, como medo, espanto, alegria, tristeza, humor. Flexibilização para deficiência física  (cadeirante com pouca mobilidade de membros superiores).
Organize todos os alunos sentados no chão e posicione o cadeirante junto à parede, usando apoio próprio, se necessário, para mantê-lo confortável e na mesma altura dos colegas.
· 2ª etapa
Sugira que os estudantes pesquisem com os familiares se eles conhecem de cor alguma poesia. Crie um mural de poesias com base nessas contribuições e de visitas à biblioteca. Flexibilização para deficiência física (cadeirante com pouca mobilidade de membros superiores).
Posicione o mural na altura da cadeira de rodas. Oriente outros profissionais da escola a facilitar a acessibilidade em todos os aspectos do espaço físico.
· 3ª etapa
Faça uma lista com os títulos das poesias preferidas do grupo.
· 4ª etapa
Proponha ao grupo organizar um sarau de poesias. Cada um deve memorizar uma poesia (empreste o livro ou texto para que possam levar para casa). Mesmo que não saiba ler convencionalmente, a criança pode estabelecer relações entre o que é falado e o que está escrito, pois tem o texto sabido de cor.
· 5ª etapa
Promova situações de escrita a partir de algumas poesias trabalhadas. Por exemplo: completar lacunas com as palavras que estiverem faltando,recortar e ordenar versos para formar a poesia, escrita espontânea de
títulos.
Os textos memorizados retiram a dificuldade de saber o que escrever fazendo com que as crianças ainda em fase de alfabetização inicial possam pensar somente como escrever. A tarefa é facilitada, no caso do gênero em questão, por causa das rimas e repetições constantes.
Você pode também promover jogos de leitura relacionando o título da poesia com algum verso, o título com o nome do autor ou ainda alguma ilustração relacionada ao título, sempre usando poesias memorizadas pela garotada.
Flexibilização para deficiência física (cadeirante com pouca mobilidade de membros superiores)
Adeque as atividades gráficas usando recursos próprios, como um teclado de computador adaptado. Também é possível substituir o papel por materiais mais grossos para facilitar o manuseio.
6ª etapa
Promova a produção de um folder para ser distribuído aos convidados no dia do sarau. Você poderá propor a escrita de algumas poesias em duplas. Nesse caso, as crianças com hipóteses de escrita mais avançadas podem ser as responsáveis pela a escrita e as demais por ditar a elas o texto a ser escrito. É importante prever situações de revisão por dois motivos: para que os estudantes possam avançar em suas produções e porque o folder precisará estar com a escrita convencional uma vez queserá distribuído ao público convidado para o evento.
· 7ª etapa
Grave ou filme as declamações em sala e promova tematizações.
· 8ª etapa
Apresente a gravação. As crianças devem fazer uma autoavaliação quanto à entonação e expressão de voz, fluência, ao ritmo e à dicção, além de buscar estratégias para aperfeiçoar a apresentação.

Flexibilização para deficiência física (cadeirante com pouca mobilidade de membros superiores)
Quando o aluno tiver alteração na motricidade oral e sua expressão não atender a esses quesitos, incentive a participação dele com expressões corporais ou então reduza o tamanho do texto, propondo um verso em coro ou algumas palavras de uma estrofe em evidência, numa parceria com colegas ou com você.

Produto final
Sarau de poesias com a participação dos alunos, professores e familiares.

Avaliação
Ao final do projeto espera-se que as crianças sejam capazes de reconhecer características do texto poético (divisão em versos e estrofes e rimas, por exemplo), se expressarem em público, de maneira eficaz e adequada, transmitindo sentimento da poesia apresentada.

PROJETO PRIMAVERA

JUSTIFICATIVA: Vivenciar a alegria da estação com a presença multicolorida das flores, levando a criança a contemplar as suas maravilhas e o bem-estar que a convivência da natureza proporciona.

OBJETIVOS:
Trabalhar a percepção tátil, a coordenação motora fina e grossa, as linhas, as cores, os aromas, as medidas, os numerais, formas, texturas e as conseqüências.
Despertar o interesse pela preservação do meio ambiente, assim como as formas de vida e sua sobrevivência.
Observar o meio natural (Fotossíntese), desenvolvendo a curiosidade e a prática investigativa de cada criança.

CONTEÚDO:
Atividades orais e escritas;
Plantio de diferentes mudas;
Floreira;
Jogos: Quebra Cabeça, Jogo da Memória, Dominó e Bingo de Flores;
Brincadeiras;
Músicas e Danças;
Móbiles;
Culinária (apresentação de chá);
Pinturas, Dobraduras e Recortes;
Matérias recicláveis (sucatas);
Histórias com fantoches;
Confecção de livros;
Técnicas de pintura;
Máscaras de flores trabalhadas;
Argila;
Massinha de modelar;
Confecção de esculturas em flores;
Painéis;
Parlendas; Contos; Adivinhas; Trava-língua; Poemas; Rimas;
Exposição de telas – Juscelino Soares (Girassol);
Passeio à floricultura – Rosa de Sharon.

MATERIAS UTILIZADOS:
Papéis (sulfite, cartolina, color set, jornal, bubina, crepom, laminado).
Palitos de churrasco; Garfinhos de madeira.
Sucatas (garrafa pet de diferentes cores e tamanhos; tampinhas de plásticos).
Tesoura com ponta arredondada, cola branca e colorida, lápis de cor, giz de cera, giz de lousa, régua, gliter.
Agulha de costura, fio de náilon, barbante, fita adesiva transparente, botão, pincel, E.V.A. tela.
Sementes e mudas.

CULMINÂNCIA: Exposição da mini floricultura (natural e artificial), degustação de chá.

AVALIAÇÃO: Avaliação continua; Coletivo: plantações e passeio; Grupos: (meninos/meninas), atividades desenvolvidas em sala de aula.

BIBLIOGRAFIA:
- Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil - Ministério da Educação e Deporto. Brasília, 1998.
- Revista Nova Escola – Setembro 2006.
- Revista: Guia Pratico para Professoras da Educação Infantil.
- Projetos Escolares – Educação Infantil.

- Com a voz da Eliana tem a música Primavera e também um pout-pourri das canções a Cigarra e a Formiga, As Estações, e Lá vem o Sol. ( Algumas crianças podem estar vestidas com asas de borboletas confeccionadas por elas próprias e outras com flores )

- No CD Arca de Noé tem uma linda canção denominada Girassol cantada pela Jane Duboc - também é uma opção. ( Uma coreografia com os alunos vestidos de girassol )

- A montagem de um painel da seguinte maneira: cada dia um elemento da natureza: flor, uma arara, uma borboleta e assim sucessivamente... todos os alunos executam o trabalho artistico e cada dia um irá para o painel. Se for possível, associar uma música a cada elemento que for exposto. Importante que haja a participação de todos os alunos.

- Lembrancinha: Um copinho de gelatina ou de refrigerante recheado de jujubas com uma plaquinha em forma de flor desejando feliz primavera - é simpático e as crianças amam.

- Plantar sementes de flores na escola e dar de lembrança um vasinho pequeno com um saquinho de terra e flores para as criancas montarem como pais em casa também.

- Para os maiores: O dia que marca o início da primavera é muito especial. A duração do dia, parte clara, e da noite é a mesma. A partir dai as noites serão cada vez menores e o clima se torna mais quente. Observar pode ser uma atividade interessante.

O que o Professor quer resolvido ?‏

As respostas ficaram concentradas em cinco grandes blocos, entretanto por tratar-se de assuntos que requerem profundas discussões, limitar-me-ei apenas em levantar alguns questionamentos para que toda a Equipe da Escola seja inspirada a discutir o assunto.

1) Maior participação, motivação e envolvimento dos alunos

A falta de participação, motivação e envolvimento dos alunos é algo relativamente fácil de ser solucionado. A chave para este problema está em levantar os INTERESSES dos alunos. Pense: quais são os interesses dos meus alunos? Quais músicas eles gostam? Quais locais eles freqüentam? Quais revistas eles lêem ? Quais assuntos eles discutem ? Quais programas eles assistem ? Qual é moda que eles vestem ? Quais são as bandas que eles curtem.

Com estas informações em mãos faça ajustes nas abordagens e estratégias quando for trabalhar o curriculum.

2) Ter novas estratégias para alunos com dificuldades de aprendizagem

As pessoas apresentam três Estilos de Aprendizagem que são: Visual, Cinestésico e Auditivo

O ambiente Escolar, infelizmente só prioriza o Estilo Visual, portanto é natural que os alunos que apresentam dificuldades são justamente aqueles cujo estilo difere do estilo utilizado em sala de aula.

A saída é o Professor buscar trabalhar com a diferenciação pedagógica, pois só assim atenderá as necessidades de todos os alunos.

3) Indisciplina dos Alunos

A indisciplina ocorre na Escola quando não há um Plano de Gerenciamento da Sala de Aula ou um Plano de Relacionamento Professor e Aluno. E em muitos casos é porque está faltando ambos.

4) Envolvimento dos Pais/Família

A Escola precisa desenvolver novas estratégias para fazer com que a Família participe mais da vida escolar dos filhos. Crie Projetos específicos envolvendo os Alunos e as suas Famílias. Faça mudanças nas Reuniões de Pais.

Promova Encontro de Pais para troca de experiências no que refere-se a educação dos filhos. Fique a vontade para utilizar os textos do blog www.comoeducarosfilhos.com.br nas suas Reuniões de Pais.
5) Violência, Conflitos, Bullying

Gestores e Professores estão sofrendo com a violência nas Escolas, pois as situações de conflito ocorrem diariamente. Há problemas de violência física, verbal, de cunho psicológico, problemas com drogas, depredações, roubo, brigas na frente da escola, etc ?

O bullying pode ser solucionado iniciando trabalho sobre relacionamento humano junto aos alunos, onde será trabalhado respeito ao próximo, boas maneiras e valores e cabe ao Professor e Família esse trabalho.

Assim como o nosso país conta com Políticas de Segurança Pública, é preciso que a Escola e Professores saibam quais são as ferramentas que podem dispor no que tange a esta questão.

Para isso levante quais são os órgãos de Segurança que podem ser acionados. A Escola pode contar com Ronda Policial ? Há Posto Policial Comunitário no bairro ? Há um Conselho Tutelar ? Que outras medidas de segurança a Escola pode criar ou implantar ?

No Regimento Escolar, Plano de Curso, Plano Pedagógico foram definidas diretrizes de segurança para a Escola ? Quais medidas a Escola tomará no que refere-se a : drogas, violência física, depredações, roubo, recebimento de alunos infratores, ameaças, etc ?

Todos na Escola sabem sobre o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) e a Constituição Brasileira ? Lembre-se: Criança tem direitos e os Adultos também, somos todos iguais perante a Constituição Brasileira, por esta razão temos direitos e deveres.

Roseli Brito
Pedagoga - Psicopedagoga - Neuroeducadora e Coach